Seguidores

Páginas

terça-feira, 22 de maio de 2012

ELIZEU E A SUNAMITA


BASE BÍBLICA:
II Reis 4:8-37
VERSÍCULO BASE PARA MEMORIZAÇÃO:
“Estando plenamente convicto de que Ele era poderoso para cumprir o que prometera.” Romanos 4:21
OBJETIVO:
Levar a criança a crer nas promessas de Deus através da oração.


INTRODUÇÃO
Esta é a história de uma mulher que a Bíblia não diz seu nome, mais ela é chamada de Sunamita. Ela era chamada assim, porque nasceu em uma cidade chamada Suném.
Um dia passou por aquela cidade um homem diferente, um profeta de Deus (mensageiro, boca de Deus), chamado Elizeu. Ela viu que Elizeu era um homem de Deus. E justamente com seu marido, insistiu para que ele viesse fazer uma refeição em sua casa. Elizeu ficou meio sem jeito, mais aceitou o convite. E a partir daquele dia sempre que Elizeu passava por aquela cidade, ele parava na casa da sunamita. Um certo dia ela teve uma idéia e disse ao seu marido:
- Vejo que esse homem que passa por aqui é um homem de Deus. Vamos construir para ele um quartinho para que quando ele passar por aqui tenha onde descansar melhor!
Então seu marido concordou.
Na vez seguinte em que Elizeu passou por ali já tinha um lugar para descansar.


Elizeu ficou muito contente com o cuidado daquela mulher, e disse para o seu servo Geazi que estava com ele:
- Essa mulher tem nos tratado muito bem! E teve o cuidado de preparar um lugar para que possamos descansar melhor! Vá agora falar com ela e pergunte o que posso fazer para retribuir esse grande favor. Pergunte a ela se ela quer que eu fale com o rei, ou peça alguma coisa ao comandante do exército.
Geazi foi, e logo voltou com a resposta:
- Ela disse que não precisa de nada, pois, ela é muito rica e tem tudo o que precisa. Mas senhor, eu notei uma coisa que este casal não tem. - Disse seu servo Geazi.
- Sério? E o que eles não tem Geazi? – Perguntou o profeta.
- Eles não têm nenhum filho, e seu marido já está velho. Tenho certeza que eles desejam muito ter um herdeiro.
- Então vá chamá-la. – Disse Elizeu a Geazi.
A Sunamita veio e ficou em pé na porta do quarto, e Elizeu tomado pelo poder do Espírito Santo de Deus, disse a ela:
- Daqui a mais ou menos um ano você estará com um filho nos braços.
Ela ficou assustada com o que o profeta Elizeu tinha dito a ela, pois ela não esperava ouvir aquilo. Há muito tempo ela sonhava em ter uma criança, mais já tinha até perdido as esperanças, porque não conseguia engravidar!
Então ela respondeu ao profeta com medo de mais uma vez sofrer uma decepção:
- Não, meu senhor. Não iludas a tua serva!
Sabemos que tudo aquilo que Deus promete, Ele cumpre e no tempo certo. Basta a gente orar segundo a vontade de Deus e confiar!
Passado um tempo certo, a promessa do Senhor se cumpriu na vida da Sunamita. Deus deu aquela família um lindo presente! Era um menino que nasceu um ano depois, como o profeta Elizeu falou.
Ah, aquele bebê era a alegria daquela casa, como os pais estavam felizes!
APLICAÇÃO 1
Tenho a certeza que jamais eles imaginavam que Deus realizaria o desejo de seus corações. Mas Deus sabe muito bem daquilo que pedimos a Ele. Pois Ele nos conhece e sabe o desejo do nosso coração. Deus responde nossas orações de três formas: Sim, espere e não! Mas se o nosso pedido for segundo a sua vontade, no momento certo Ele nos dá aquilo que tanto desejamos.
O menino cresceu saudável e forte, imagine só como ele devia ser bem tratado, filho único, de pais ricos.
Aquela criança devia ser tratada como um principezinho.


Um dia quando o papai dele ia para trabalho, o menino pediu para ir junto. Chegando lá no campo, enquanto seu pai observava o trabalho dos empregados, o menino brincava. Passando a manhã inteira por ali. Mas as horas se passaram e o sol foi ficando forte, até que o menino foi falar com o seu pai, e disse:
- Pai, a minha cabeça está doendo muito!
O pai olhou para ele, o menino estava todo suado e muito pálido. Então o pai do menino mandou um de seus empregados levá-lo para casa e disse:
- Leve o menino para sua mãe, ele parece não estar muito bem.
Chegando em casa, a mãe o pegou no colo, e começou a tomar as providências necessárias para que passasse aquela dor de cabeça do menino. Mas nada adiantava, o menino ficava cada vez pior.


Não teve jeito, chegando ao meio-dia o menino morreu. Sabe o que ela fez? Ela colocou o menino no quartinho que havia construído para o profeta e foi até o seu esposo e disse que precisava falar com Eliseu.
Imediatamente aprontou um jumento e um empregado para acompanhá-la, e partiu em direção aonde o profeta Eliseu estava.
Chegando ao monte Carmelo onde Eliseu estava, ele disse a Geazi:
- Olhe, é a Sunamita! Corra ao seu encontro e pergunte a ela se está tudo bem.
Geazi perguntou a Sunamita se estava tudo bem e ela simplesmente lhe respondeu:
- Está tudo bem. Mas preciso falar com o profeta Eliseu.


Ela subiu ao monte e quando viu Eliseu seu coração não resistiu, ela ajoelhou-se aos pés do profeta e começou a chorar. Vendo aquilo, Geazi, o servo do profeta Elizeu, ficou confuso e disse:
- Mas como pode? Agora mesmo ela me disse que estava tudo bem. Essa mulher é maluca!
E correu para tirá-la, mas Eliseu disse:
- Deixe-a em paz, você não está vendo que ela está angustiada?
A mulher olhando para o profeta Eliseu lhe disse:
- Por acaso, eu te pedi um filho? Eu disse para você não me iludir!
Entendendo o que se passava, Eliseu entregou seu cajado ao seu servo Geazi e mandou que fosse depressa onde estava o menino, e que tocasse nele o cajado que o menino certamente ressuscitaria.
De imediato, Geazi obedeceu ao profeta e foi. Mas a mulher vendo que Eliseu ficara disse:
- Tu és o homem de Deus que profetizaste para mim. Se tu não fores comigo eu não sairei daqui.
Então Eliseu a acompanhou até a sua casa. Geazi chegou na frente, e cheio de orgulho, crendo que faria um milagre, encostou o cajado no rosto do menino. Sabe o que aconteceu? Nada! Geazi não tinha o poder de Deus em sua vida. Ele achou que o cajado faria o milagre, mas não foi o que aconteceu.
Aborrecido ele voltou para falar com Eliseu. Indo pelo caminho de volta, encontrou os dois pelo caminho e contou o que aconteceu.
Eliseu foi até o quarto onde a criança estava e pediu que os dois se retirassem. Fechou a porta, e orou ao Senhor, pois sabia que dependia de Deus. Assim que terminou de orar, tocou no corpo do menino, andou pelo quarto e tocou mais uma vez nele.
O menino espirrou sete vezes e abriu os olhos. Deus o tornou à vida.


Eliseu abriu a porta e chamou a mãe do menino. Quando ela viu o seu filho sentado na cama, antes de qualquer coisa, ajoelhou-se aos pés do profeta e agradeceu a Deus. Depois foi e abraçou o seu filho querido.
APLICAÇÃO 2
Esta história nos ensina a crer nas promessas que Deus tem pra nossas vidas. Como a Sunamita e o profeta Elizeu creram que Deus iria responder suas orações, precisamos crer e buscar uma vida de oração também!
Precisamos ler a Bíblia todos os dias, pois ela é o nosso manual para que possamos ter uma vida de obediência a Deus!
Não deixe jamais de conversar com seu melhor amigo: Jesus! Ele te espera sempre de braços abertos!
Fonte: www.tiapri.com

1 comentários:

Tia Pri disse...

Esta Historia Bíblica SUNAMITA em visuais, faz parte da linha de produtos e soluções para uso Didático, criados pela Tia Pri e comercializado pela sua loja via internet no site www.tiapri.com/loja possue direitos autoriais pois são materiais feitos pela minha pessoa e destinados a comercialização, dentro das políticas de minha empresa constituida

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...