Seguidores

Páginas

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Dúvidas sobre o Ministerio Infantil

Ensinar a Palavra de Deus às Crianças é uma tarefa muito preciosa para o Reino de Deus,  escrever sobre este assunto me deixa procurando palavras para descrever a grandeza deste ministério. É Maravilhoso, é importantíssimo, é uma honra.
Muitas professoras com quem tenho me encontrado, ou mesmo alguns comentários que são deixados aqui no blog me levam a escrever esta postagem. Pretendo deixar algumas dicas importantes para professores de crianças nas igrejas.(Escola dominical, culto Infantil e Círculo de Oração Infantil)

Trabalho em classe com crianças de 3 a 10 anos ou em classe com crianças de todas as idades.
  • Em uma classe onde todas as idades estão juntas, procure arrumar as crianças de forma que as menores fiquem na frente (eles possuem uma atenção com menor tempo de duração), e os maiores mais atrás.
  • Use uma linguagem que atinja todas as faixas etárias. 
  • Escolha visuais de acordo com a faixa etária predominante da sala. Por exemplo, se a maioria dos alunos tem 7 anos use visuais para essa idade.
  • Leve pelo menos dois tipos de atividades: uma para os pequeninos(para colorir, colar, etc.) e uma para os maiores (caça palavras, descubra o versículo chave, etc). Ou escolha uma atividade de artes onde todos terão prazer em participar. Exemplo: Montagem de maquetes, pintura com tinta guache, dobraduras etc.
  • Planeje uma aula dinâmica, distribua o tempo da sua aula para realizar cada atividade do seu planejamento.
Não consigo fazer as crianças prestarem atenção na aula, fico como boba eles não me respeitam.
  • Ore por sua classe para que toda perturbação seja repreendida pelo Senhor Jesus.
  • Exerça autoridade como professora, quem não quiser cooperar com o trabalho convide para que vão assistir a aula com o seu pai ou responsável na igreja. Se a criança não tiver responsáveis na igreja converse com ela e diga que se não se comportar não será possível participar do trabalho e terá que se retirar.
  • Ensine as crianças que o que você está falando é importante, não permita conversas paralelas, desordem, brincadeiras fora de hora,principalmente em momentos importantes como: Oração, leitura da Palavra de Deus, louvor. Mesmo que seja necessário esperar algum tempo para que todos prestem atenção. Se você ler a Bíblia ou contar a história enquanto os alunos estão conversando você está ensinando a eles que o que você está falando não tem valor algum.
  • Crie uma rotina de aula, para que as crianças se acostumem com o passo a passo do andamento do trabalho, isso ajuda a manter a disciplina da turma. Atenção rotina de aula não está no sentido de aula cansativa, as atividades devem ser dinâmicas e atrativas.

Trabalho com pré-adolescentes e não sei como contar Histórias Bíblicas.
  • Pesquise bastante sobre o tema a ser ensinado.
  • Procure realizar estudos bíblicos constantemente para acrescentar sempre ensinamentos históricos, sobre os personagens e lugares bíblicos. As bíblias de estudos trazem ensinamentos ricos que acrescentam bastante curiosidades as histórias bíblicas.
  • Nesta faixa etária as crianças já conhecem quase todas as histórias bíblicas, sendo assim não é interessante somente a pela história mais é fundamental fazer a relação da história com situações cotidianas dos alunos.
  • Sugestões de temas para ser trabalhado com esse grupo: Viver em grupo, A volta de Jesus (o apocalipse), Namoro, Família, Respeito, Louvor, Oração, Corpo com Templo do Espírito Santo, Evangelismo e Missões..... 
Espero que estas sugestões sejam úteis. Para mais informações postem um comentário e se estiver a meu alcance terei prazer em ajudar.
Ana Michelle da R. C. Moura.
 "Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade."
2 Timóteo 2:15

CHAMADAS PARA SERVIR E LIDERAR



TEXTO: Col 3. 17 "E quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai". Palestrante:Aparecida Martins

INTRODUÇÃO
Depois da chamada para a salvação, temos a chamada para o trabalho de Deus. As Sagradas Escrituras mostra-nos que Ele tem levantado mulheres para realizarem a sua obra, as quais tem cooperado para o crescimento do seu reino com alegria e dedicação.
Deus tem chamado mulheres para o ministério da oração, da Evangelização, da ministração da Palavra, do ensino, do louvor e tantas outras funções desenvolvidas por mulheres capacitadas que em obediência, tornam-se líderes. Pois, líder é a pessoa que chefia ou comanda qualquer tipo de ação.

I - QUALIDADES DE UMA LÍDER ESPIRIUAL
Para vencer todas as circunstâncias negativas da vida é necessário que a líder seja provada e aprovada, a fim de sobressair e firmar seus valores, servindo de exemplo e bênção para seus liderados. A vida cristã requer de nós como líderes, o exercício diário para o nosso crescimento espiritual e de nossos liderados. Portanto, precisamos exercitar:
  • Paciência na Adversidade - A paciência é uma virtude que ajuda a suportar os males com resignação; é um dos aspectos do fruto do Espírito; a qualidade de quem espera com tranquilidade. A Palavra de Deus afirma: "Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos" (Rm 8.25). E recomenda: "Sede pacientes na tribulação" (Rm 12.12). Podemos citar dois exemplos bíblicos de paciência na adversidade: O da mulher sunamita (2 Rs 4.20-23) - Quando seu filho morreu manteve-se calma, prosseguiu com fé, foi ao encontro do homem de Deus. Em resposta à saudação dele, disse com firmeza: "Tudo vai bem". E o de Joquebede (Êx 2. 1-9) - A mãe de Moisés, demonstrou paciência e fé. Agindo com habilidade, diante da adversidade, ela salvou a vida de seu filho e obteve a grande vitória de recebê-lo de volta para criar, e ainda receber um salário para isso.
  • Fidelidade no Testemunho - Fidelidade é a virtude encontrada na pessoa capaz de realizar tarefas, assumir compromissos de pequena ou grande proporção com a devida retidão e consciência de quem está servindo a Deus, e não a homens. A fidelidade consta também como um dos aspectos do fruto do Espírito. Cada servo de Deus, líder ou não, deve possuir essa característica em sua vida como um ato de fé. Pois, Ele nos diz: "Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida" (Ap 2.10).
  • Confiança na Providência de Deus - Cada mulher como líder e serva de Deus, deve confiar firmemente na presença constante e diária do Senhor em sua vida, crendo que o Todo Poderoso proverá todas as suas necessidades. Citamos o exemplo da viúva de Serepta (l Rs 17. 9-15) - Ela era uma viúva pobre que só tinha uma última porção de alimento para si e seu filho, mas teve sua fé provada quando o profeta Elias pediu-lhe o pouco que tinha. Ela o fez conforme a palavra de Elias, confiando no Deus que provê todas as coisas e como resultado da sua obediência: "Da panela a farinha se não acabou, e da botija o azeite não faltou".
  • Perseverança na fé - A perseverança é um precioso elemento do sucesso. A líder perseverante não desanima, porque sua fé é firmada na Palavra de Deus, na oração, na comunhão com os santos, na disciplina e na sã doutrina. Por meio da perseverança alcançamos milagres. Na parábola do juiz iníquo (Lc 18. 1-5), temos o exemplo de uma mulher, viúva que por sua insistência e perseverança pedindo justiça contra o seu adversário foi atendida por aquele juiz injusto que não temia a Deus. Sejamos, pois, perseverantes em oração e alcançaremos à justiça. A palavra de Deus promete: "Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite?".
  • Prudência nas Atitudes - Há momentos na vida em que temos a oportunidade de escolher reclamar e lamentar por causa das dificuldades ou caminhar e ir avante com uma atitude correta. Tomemos o exemplo de Abigail (l Sm 25). Ela tinha inúmeras razões para ficar amedrontada diante das circunstâncias, mas concertou o erro de seu marido e evitou que o sangue da sua casa fosse derramado pela espada de Davi. Seja, você, uma líder prudente em todas as circunstancias, pois a sabedoria e a prudência habitam juntas (Pv 8.12).
  • Submissão no Exercício da Vocação - A palavra submissão é composta por dois vocábulos: Sub (que significa debaixo de), e missão (vocação, profissão, alvo, incumbência, função ou poder que se confere a alguém para realizar algo). Logo, submissão é ato de estar sujeito a alguém ou estar sob a missão de alguém, em obediência ao comando de alguém. A submissão tem sido vista por muitos como um terror, mas, na verdade, é um ato de amor. É uma atitude voluntária e espontânea de alguém impregnado de um sincero desejo de participar, com humildade, da missão de outro. Jesus nos deu o maior exemplo de submissão (Fp 2. 5-8).
  • Humildade - A humildade de uma líder, tanto quanto sua espiritualidade precisa estar sempre em desenvolvimento. Por meio da humildade, somos levados a desconsiderar qualquer mérito em nossas ações. O caráter natural e as qualidades encontradas em uma liderança espiritual vêm de Deus. É Ele quem escolhe, valoriza seus atributos e a confirma diante de todos. Por isso, devemos atentar para as qualidades das demais pessoas (Fp 2. 3,4).
  • Paz e Mansidão - Quando eu respeito, evito contendas, considero a criatividade, a capacidade de realização e o potencial dos que estão sob minha liderança, terei um poderoso recurso na promoção de paz e harmonia entre mim e meus liderados (2Tm 2.24,25; Mc 9.50).
  • Coragem e Compromisso para Realizar - Nenhum trabalho pode ser considerado bom se não for iniciado, continuado e ultimado em Deus e com Deus. Todos têm momentos de fraqueza e temores, porém, se buscarmos a Deus em oração, nossos temores desaparecem e a vitória é certa. Por isso, a líder espiritual enfrenta o desafio de ser corajosa, em sua vida moral, física, espiritual e profissional. Porque todo esforço será vão, se ela estiver atemorizada. "Se te mostrares frouxo no dia da angústia, a tua força será pequena" (Pv 24.10).


TEXTO: Col 3. 17 "E quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai". Palestrante:Aparecida Martins

INTRODUÇÃO
Depois da chamada para a salvação, temos a chamada para o trabalho de Deus. As Sagradas Escrituras mostra-nos que Ele tem levantado mulheres para realizarem a sua obra, as quais tem cooperado para o crescimento do seu reino com alegria e dedicação.
Deus tem chamado mulheres para o ministério da oração, da Evangelização, da ministração da Palavra, do ensino, do louvor e tantas outras funções desenvolvidas por mulheres capacitadas que em obediência, tornam-se líderes. Pois, líder é a pessoa que chefia ou comanda qualquer tipo de ação.

I - QUALIDADES DE UMA LÍDER ESPIRIUAL
Para vencer todas as circunstâncias negativas da vida é necessário que a líder seja provada e aprovada, a fim de sobressair e firmar seus valores, servindo de exemplo e bênção para seus liderados. A vida cristã requer de nós como líderes, o exercício diário para o nosso crescimento espiritual e de nossos liderados. Portanto, precisamos exercitar:
  • Paciência na Adversidade - A paciência é uma virtude que ajuda a suportar os males com resignação; é um dos aspectos do fruto do Espírito; a qualidade de quem espera com tranquilidade. A Palavra de Deus afirma: "Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos" (Rm 8.25). E recomenda: "Sede pacientes na tribulação" (Rm 12.12). Podemos citar dois exemplos bíblicos de paciência na adversidade: O da mulher sunamita (2 Rs 4.20-23) - Quando seu filho morreu manteve-se calma, prosseguiu com fé, foi ao encontro do homem de Deus. Em resposta à saudação dele, disse com firmeza: "Tudo vai bem". E o de Joquebede (Êx 2. 1-9) - A mãe de Moisés, demonstrou paciência e fé. Agindo com habilidade, diante da adversidade, ela salvou a vida de seu filho e obteve a grande vitória de recebê-lo de volta para criar, e ainda receber um salário para isso.
  • Fidelidade no Testemunho - Fidelidade é a virtude encontrada na pessoa capaz de realizar tarefas, assumir compromissos de pequena ou grande proporção com a devida retidão e consciência de quem está servindo a Deus, e não a homens. A fidelidade consta também como um dos aspectos do fruto do Espírito. Cada servo de Deus, líder ou não, deve possuir essa característica em sua vida como um ato de fé. Pois, Ele nos diz: "Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida" (Ap 2.10).
  • Confiança na Providência de Deus - Cada mulher como líder e serva de Deus, deve confiar firmemente na presença constante e diária do Senhor em sua vida, crendo que o Todo Poderoso proverá todas as suas necessidades. Citamos o exemplo da viúva de Serepta (l Rs 17. 9-15) - Ela era uma viúva pobre que só tinha uma última porção de alimento para si e seu filho, mas teve sua fé provada quando o profeta Elias pediu-lhe o pouco que tinha. Ela o fez conforme a palavra de Elias, confiando no Deus que provê todas as coisas e como resultado da sua obediência: "Da panela a farinha se não acabou, e da botija o azeite não faltou".
  • Perseverança na fé - A perseverança é um precioso elemento do sucesso. A líder perseverante não desanima, porque sua fé é firmada na Palavra de Deus, na oração, na comunhão com os santos, na disciplina e na sã doutrina. Por meio da perseverança alcançamos milagres. Na parábola do juiz iníquo (Lc 18. 1-5), temos o exemplo de uma mulher, viúva que por sua insistência e perseverança pedindo justiça contra o seu adversário foi atendida por aquele juiz injusto que não temia a Deus. Sejamos, pois, perseverantes em oração e alcançaremos à justiça. A palavra de Deus promete: "Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite?".
  • Prudência nas Atitudes - Há momentos na vida em que temos a oportunidade de escolher reclamar e lamentar por causa das dificuldades ou caminhar e ir avante com uma atitude correta. Tomemos o exemplo de Abigail (l Sm 25). Ela tinha inúmeras razões para ficar amedrontada diante das circunstâncias, mas concertou o erro de seu marido e evitou que o sangue da sua casa fosse derramado pela espada de Davi. Seja, você, uma líder prudente em todas as circunstancias, pois a sabedoria e a prudência habitam juntas (Pv 8.12).
  • Submissão no Exercício da Vocação - A palavra submissão é composta por dois vocábulos: Sub (que significa debaixo de), e missão (vocação, profissão, alvo, incumbência, função ou poder que se confere a alguém para realizar algo). Logo, submissão é ato de estar sujeito a alguém ou estar sob a missão de alguém, em obediência ao comando de alguém. A submissão tem sido vista por muitos como um terror, mas, na verdade, é um ato de amor. É uma atitude voluntária e espontânea de alguém impregnado de um sincero desejo de participar, com humildade, da missão de outro. Jesus nos deu o maior exemplo de submissão (Fp 2. 5-8).
  • Humildade - A humildade de uma líder, tanto quanto sua espiritualidade precisa estar sempre em desenvolvimento. Por meio da humildade, somos levados a desconsiderar qualquer mérito em nossas ações. O caráter natural e as qualidades encontradas em uma liderança espiritual vêm de Deus. É Ele quem escolhe, valoriza seus atributos e a confirma diante de todos. Por isso, devemos atentar para as qualidades das demais pessoas (Fp 2. 3,4).
  • Paz e Mansidão - Quando eu respeito, evito contendas, considero a criatividade, a capacidade de realização e o potencial dos que estão sob minha liderança, terei um poderoso recurso na promoção de paz e harmonia entre mim e meus liderados (2Tm 2.24,25; Mc 9.50).
  • Coragem e Compromisso para Realizar - Nenhum trabalho pode ser considerado bom se não for iniciado, continuado e ultimado em Deus e com Deus. Todos têm momentos de fraqueza e temores, porém, se buscarmos a Deus em oração, nossos temores desaparecem e a vitória é certa. Por isso, a líder espiritual enfrenta o desafio de ser corajosa, em sua vida moral, física, espiritual e profissional. Porque todo esforço será vão, se ela estiver atemorizada. "Se te mostrares frouxo no dia da angústia, a tua força será pequena" (Pv 24.10).


TEXTO: Col 3. 17 "E quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai". Palestrante:Aparecida Martins

INTRODUÇÃO
Depois da chamada para a salvação, temos a chamada para o trabalho de Deus. As Sagradas Escrituras mostra-nos que Ele tem levantado mulheres para realizarem a sua obra, as quais tem cooperado para o crescimento do seu reino com alegria e dedicação.
Deus tem chamado mulheres para o ministério da oração, da Evangelização, da ministração da Palavra, do ensino, do louvor e tantas outras funções desenvolvidas por mulheres capacitadas que em obediência, tornam-se líderes. Pois, líder é a pessoa que chefia ou comanda qualquer tipo de ação.

I - QUALIDADES DE UMA LÍDER ESPIRIUAL
Para vencer todas as circunstâncias negativas da vida é necessário que a líder seja provada e aprovada, a fim de sobressair e firmar seus valores, servindo de exemplo e bênção para seus liderados. A vida cristã requer de nós como líderes, o exercício diário para o nosso crescimento espiritual e de nossos liderados. Portanto, precisamos exercitar:
  • Paciência na Adversidade - A paciência é uma virtude que ajuda a suportar os males com resignação; é um dos aspectos do fruto do Espírito; a qualidade de quem espera com tranquilidade. A Palavra de Deus afirma: "Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos" (Rm 8.25). E recomenda: "Sede pacientes na tribulação" (Rm 12.12). Podemos citar dois exemplos bíblicos de paciência na adversidade: O da mulher sunamita (2 Rs 4.20-23) - Quando seu filho morreu manteve-se calma, prosseguiu com fé, foi ao encontro do homem de Deus. Em resposta à saudação dele, disse com firmeza: "Tudo vai bem". E o de Joquebede (Êx 2. 1-9) - A mãe de Moisés, demonstrou paciência e fé. Agindo com habilidade, diante da adversidade, ela salvou a vida de seu filho e obteve a grande vitória de recebê-lo de volta para criar, e ainda receber um salário para isso.
  • Fidelidade no Testemunho - Fidelidade é a virtude encontrada na pessoa capaz de realizar tarefas, assumir compromissos de pequena ou grande proporção com a devida retidão e consciência de quem está servindo a Deus, e não a homens. A fidelidade consta também como um dos aspectos do fruto do Espírito. Cada servo de Deus, líder ou não, deve possuir essa característica em sua vida como um ato de fé. Pois, Ele nos diz: "Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida" (Ap 2.10).
  • Confiança na Providência de Deus - Cada mulher como líder e serva de Deus, deve confiar firmemente na presença constante e diária do Senhor em sua vida, crendo que o Todo Poderoso proverá todas as suas necessidades. Citamos o exemplo da viúva de Serepta (l Rs 17. 9-15) - Ela era uma viúva pobre que só tinha uma última porção de alimento para si e seu filho, mas teve sua fé provada quando o profeta Elias pediu-lhe o pouco que tinha. Ela o fez conforme a palavra de Elias, confiando no Deus que provê todas as coisas e como resultado da sua obediência: "Da panela a farinha se não acabou, e da botija o azeite não faltou".
  • Perseverança na fé - A perseverança é um precioso elemento do sucesso. A líder perseverante não desanima, porque sua fé é firmada na Palavra de Deus, na oração, na comunhão com os santos, na disciplina e na sã doutrina. Por meio da perseverança alcançamos milagres. Na parábola do juiz iníquo (Lc 18. 1-5), temos o exemplo de uma mulher, viúva que por sua insistência e perseverança pedindo justiça contra o seu adversário foi atendida por aquele juiz injusto que não temia a Deus. Sejamos, pois, perseverantes em oração e alcançaremos à justiça. A palavra de Deus promete: "Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite?".
  • Prudência nas Atitudes - Há momentos na vida em que temos a oportunidade de escolher reclamar e lamentar por causa das dificuldades ou caminhar e ir avante com uma atitude correta. Tomemos o exemplo de Abigail (l Sm 25). Ela tinha inúmeras razões para ficar amedrontada diante das circunstâncias, mas concertou o erro de seu marido e evitou que o sangue da sua casa fosse derramado pela espada de Davi. Seja, você, uma líder prudente em todas as circunstancias, pois a sabedoria e a prudência habitam juntas (Pv 8.12).
  • Submissão no Exercício da Vocação - A palavra submissão é composta por dois vocábulos: Sub (que significa debaixo de), e missão (vocação, profissão, alvo, incumbência, função ou poder que se confere a alguém para realizar algo). Logo, submissão é ato de estar sujeito a alguém ou estar sob a missão de alguém, em obediência ao comando de alguém. A submissão tem sido vista por muitos como um terror, mas, na verdade, é um ato de amor. É uma atitude voluntária e espontânea de alguém impregnado de um sincero desejo de participar, com humildade, da missão de outro. Jesus nos deu o maior exemplo de submissão (Fp 2. 5-8).
  • Humildade - A humildade de uma líder, tanto quanto sua espiritualidade precisa estar sempre em desenvolvimento. Por meio da humildade, somos levados a desconsiderar qualquer mérito em nossas ações. O caráter natural e as qualidades encontradas em uma liderança espiritual vêm de Deus. É Ele quem escolhe, valoriza seus atributos e a confirma diante de todos. Por isso, devemos atentar para as qualidades das demais pessoas (Fp 2. 3,4).
  • Paz e Mansidão - Quando eu respeito, evito contendas, considero a criatividade, a capacidade de realização e o potencial dos que estão sob minha liderança, terei um poderoso recurso na promoção de paz e harmonia entre mim e meus liderados (2Tm 2.24,25; Mc 9.50).
  • Coragem e Compromisso para Realizar - Nenhum trabalho pode ser considerado bom se não for iniciado, continuado e ultimado em Deus e com Deus. Todos têm momentos de fraqueza e temores, porém, se buscarmos a Deus em oração, nossos temores desaparecem e a vitória é certa. Por isso, a líder espiritual enfrenta o desafio de ser corajosa, em sua vida moral, física, espiritual e profissional. Porque todo esforço será vão, se ela estiver atemorizada. "Se te mostrares frouxo no dia da angústia, a tua força será pequena" (Pv 24.10).

Devocionais para Crianças


É muito importante que a criança tenha momentos diários com Deus, para que ela entenda que o Senhor Tem que fazer parte da sua vida em todos os instantes.
Esses devocionais são os que eu estou usando com os meus filhos no culto doméstico. Vc pode usá-los no culto doméstico ou no culto infantil de sua igreja.

Liturgia de um culto doméstico:
vc pode realizar um culto como o realizado na sua igreja a cada dia um membro da família será o pastor que dirigirá o culto.
  1. Louvamos a Deus com instrumentos e com a Harpa Cristã. É uma ótima oportunidade para as crianças aprenderem novos hinos e apresentarem sua oferta de louvor a Deus.
  2. Leitura da Palavra seguimos a referência da leitura do devocional do dia.
  3. Perguntamos a cada criança a sua compreenção sobre a leitura feita e acrescentamos algum ensinamento que acharmos importante, explicando a criança a mensagem do dia.
  4. respondemos as atividades do devocional.
  5. fazemos nossos pedidos de oração e encerramos o culto doméstico com uma oração participativa, todos oramos juntos um após o outro.
O culto doméstico é um instrumento de bençãos divinas para os nossos lares , porque recebemos as bençãos de Deus e proporcionamos a nossos filhos a oportunidade de vivenciarem suas primeiras experiências pessoais com Deus.
TESTEMUNHO
Em minha casa temos o costume de realizar o culto doméstico, é maravilhoso!
No começo do ano estávamos sem condições financeiras para realizar matrícula, comprar livros, fardamento e materiais escolares, então começamos a orar nesse sentido no culto doméstico. Cada dia ia se aproximando o dia de realizar a matrícula na escola e os meus filhos perguntavam : "Hoje vamos fazer a matrícula?" e eu respondia:Hoje não, mas vamos continuar orando e fazendo o culto doméstico que Deus vai providenciar tudo. E para a Glória de Deus, um dia antes de começar as aulas fizemos as matrículas e compramos todo o material necessário e pude dizer a meus filhos: Meus filhos vale a pena ser fiel a Deus e buscar dEle o que precisamos, pois Ele tem prazer em cuidar de nós, e eles ficaram muito felizes por ver o cuidado de Deus em nossas vidas.

OBRIGADA JESUS, FAÇA A PARTIR DE HOJE O CULTO DOMÉSTICO EM SUA LAR








Sugestões para arrecadar verba para o departamento


Quem trabalha no ministério infantil sofre o mesmo problema:Como vamos arrecadar verba para trabalhar com as crianças? Por isso,aqui vão algumas dicas que já foram feitas e que deram um bom rendimento.

Cestão de alimentos: *peça para cada criança(ou aos irmãos) trazer um quilo de alimento(faça uma lista),após este cestão está pronto.Faça uma lista de números de 1 a 100(por exemplo) e venda este número há R$2,você terá um bom lucro,pois quem não quer ganhar um cestão de alimentos por apenas dois reais? -Você pode variar a cesta com chocolates,produtos de higiene,biscoitos ou outros...

Festival de Pizza *No culto infantil,faça um festival de pizza.Procure as irmãs que sabem fazer pizza e convide-as para ajudar.Um quilo de farinha de trigo dá pra fazer mais ou menos 100 mini pizzas,venda o convite e lucre. Como fazer massa de pizza? Bate no liquidificador 50g de fermento para pizza,2 copos e meio de água(geléia),1/2 copo de óleo,2 colheres de sopa de açúcar,1/2 colher de chá de sal Coloque 1 quilo de farinha de trigo numa tigela e junte o liquido que foi batido no liquidificador ,misture a massa e deixe descansar por uma hora.

Árvore dos bons frutos *Faça uma árvore bem grande de cartolina ou Eva,faça frutinhas pequenas em cartolina...Diga a igreja que nossa árvore está precisando de frutas,mas cada frutinha custa R$ 2,00. Será que os irmãos podem ajudar a frutificar a árvore?" Então cada um que comprar uma fruta escreva o nome da pessoa dentro da frutinha e cole na árvore.

Galão * enfeite um galão vazio de água e na boca coloque um pedaço de Eva como cofre,peça á igreja que deposite aí moedas para o departamento(apenas moedas).Alguns irmãos sentem vergonha de ofertar moedas,esta é uma boa oportunidade de acolhe-las,além de motivar as crianças á ofertarem.

Tarde do Porquinho *compre aqueles porquinhos-cofres de barro e veja quem da igreja quer participar e ajudar a encher o porquinho com moedas.Dê um prazo(3 meses, por exemplo) para encher o porquinho,e numa tarde de culto infantil quebre os porquinhos.

Fonte: Portal da Escola Dominical.

Idéias para arrecadar grana para o Departamento

CAMPANHA DO PÉzINHO - SUGESTÃO DA ALzENIRA

PREPARANDO O MATERIAL:

1. FAÇA VÁRIOS PÉzINHOS DE EVA
(PODE SER DE QUALQUER COR E QUALQUER TAMANHO)
NA MINHA IGREJA USAMOS VÁRIOS RETALHOS QUE ESTAVAM GUARDADOS.

2. FAÇA EM TNT BRANCO FORRO PARA COLOCAR ATRÁS DOS PÉzINHOS, MAS NA HORA DE COLAR, COLE O TNT NOS PÉzINHOS DEIXANDO UM LADO SEM COLAR, PARA FICAR COMO SE FOSSE UM ENVELOPE.

COMO SERÁ A CAMPANHA?

ENTREGUE PARA AS PESSOAS DA SUA IGREJA OS ENVELOPES DE PÉZINHO PARA AS PESSOAS E CADA PESSOA DEVERÁ CONTRIBUIR DE ACORDO COM O NÚMERO DO CALÇADO QUE USA.

EXEMPLO: SE A PESSOA CALÇA NÚMERO 34 DEVERÁ COLOCAR R$ 3,40 NO ENVELOPE.
SE A PESSOA CALÇA 40, DEVERÁ COLOCAR R$ 4,00 NO ENVELOPE.

MARQUE A DATA PARA TODOS DEVOLVEREM O ENVELOPE DO PÉZINHO COM AS OFERTAS.
Fonte: Portal da Escola Dominiacal.

Os dez mandamentos














Um jantar que é um sonho.

 Texto Bíblico: Gênesis 43:1-34
1 Ora, a fome era gravíssima na terra.
2 Tendo eles acabado de comer o mantimento que trouxeram do Egito, disse-lhes seu pai: voltai, comprai-nos um pouco de alimento.
3 Mas respondeu-lhe Judá: Expressamente nos advertiu o homem, dizendo: Não vereis a minha face, se vosso irmão não estiver convosco.
4 Se queres enviar conosco o nosso irmão, desceremos e te compraremos alimento; mas se não queres enviá-lo, não desceremos, porquanto o homem nos disse: Não vereis a minha face, se vosso irmão não estiver convosco.
6 Perguntou Israel: Por que me fizeste este mal, fazendo saber ao homem que tínheis ainda outro irmão?
7 Responderam eles: O homem perguntou particularmente por nós, e pela nossa parentela, dizendo: vive ainda vosso pai? tendes mais um irmão? e respondemos-lhe segundo o teor destas palavras. Podíamos acaso saber que ele diria: Trazei vosso irmão?
8 Então disse Judá a Israel, seu pai: Envia o mancebo comigo, e levantar-nos-emos e iremos, para que vivamos e não morramos, nem nós, nem tu, nem nossos filhinhos.
9 Eu serei fiador por ele; da minha mão o requererás. Se eu to não trouxer, e o não puser diante de ti, serei réu de crime para contigo para sempre.
10 E se não nos tivéssemos demorado, certamente já segunda vez estaríamos de volta.
11 Então disse-lhes Israel seu pai: Se é sim, fazei isto: tomai os melhores produtos da terra nas vossas vasilhas, e levai ao homem um presente: um pouco de bálsamo e um pouco de mel, tragacanto e mirra, nozes de fístico e amêndoas;
12 levai em vossas mãos dinheiro em dobro; e o dinheiro que foi devolvido na boca dos vossos sacos, tornai a levá-lo em vossas mãos; bem pode ser que fosse engano.
13 Levai também vosso irmão; levantai-vos e voltai ao homem;
14 e Deus Todo-Poderoso vos dê misericórdia diante do homem, para que ele deixe vir convosco vosso outro irmão, e Benjamim; e eu, se for desfilhado, desfilhado ficarei.
15 Tomaram, pois, os homens aquele presente, e dinheiro em dobro nas mãos, e a Benjamim; e, levantando-se desceram ao Egito e apresentaram-se diante de José.
16 Quando José viu Benjamim com eles, disse ao despenseiro de sua casa: Leva os homens à casa, mata reses, e apronta tudo; pois eles comerão comigo ao meio-dia.
17 E o homem fez como José ordenara, e levou-os à casa de José.
18 Então os homens tiveram medo, por terem sido levados à casa de José; e diziam: por causa do dinheiro que da outra vez foi devolvido nos nossos sacos que somos trazidos aqui, para nos criminar e cair sobre nós, para que nos tome por servos, tanto a nós como a nossos jumentos.
19 Por isso eles se chegaram ao despenseiro da casa de José, e falaram com ele à porta da casa,
20 e disseram: Ai! senhor meu, na verdade descemos dantes a comprar mantimento;
21 e quando chegamos à estalagem, abrimos os nossos sacos, e eis que o dinheiro de cada um estava na boca do seu saco, nosso dinheiro por seu peso; e tornamos a trazê-lo em nossas mãos;
22 também trouxemos outro dinheiro em nossas mãos, para comprar mantimento; não sabemos quem tenha posto o dinheiro em nossos sacos.
23 Respondeu ele: Paz seja convosco, não temais; o vosso Deus, e o Deus de vosso pai, deu-vos um tesouro nos vossos sacos; o vosso dinheiro chegou-me às mãos. E trouxe-lhes fora Simeão.
24 Depois levou os homens à casa de José, e deu-lhes água, e eles lavaram os pés; também deu forragem aos seus jumentos.
25 Então eles prepararam o presente para quando José viesse ao meio-dia; porque tinham ouvido que ali haviam de comer.
26 Quando José chegou em casa, trouxeram-lhe ali o presente que guardavam junto de si; e inclinaram-se a ele até a terra.
27 Então ele lhes perguntou como estavam; e prosseguiu: vosso pai, o ancião de quem falastes, está bem? ainda vive?
28 Responderam eles: O teu servo, nosso pai, está bem; ele ainda vive. E abaixaram a cabeça, e inclinaram-se.
29 Levantando os olhos, José viu a Benjamim, seu irmão, filho de sua mãe, e perguntou: É este o vosso irmão mais novo de quem me falastes? E disse: Deus seja benévolo para contigo, meu filho.
30 E José apressou-se, porque se lhe comoveram as entranhas por causa de seu irmão, e procurou onde chorar; e, entrando na sua câmara, chorou ali.
31 Depois lavou o rosto, e saiu; e se conteve e disse: Servi a comida.
32 Serviram-lhe, pois, a ele à parte, e a eles também à parte, e à parte aos egípcios que comiam com ele; porque os egípcios não podiam comer com os hebreus, porquanto é isso abominação aos egípcios.
33 Sentaram-se diante dele, o primogênito segundo a sua primogenitura, e o menor segundo a sua menoridade; do que os homens se maravilhavam entre si.
34 Então ele lhes apresentou as porções que estavam diante dele; mas a porção de Benjamim era cinco vezes maior do que a de qualquer deles. E eles beberam, e se regalaram com ele.

Gênesis 44:1-34
dizendo: Enche de mantimento os sacos dos homens, quanto puderem levar, e põe o dinheiro de cada um na boca do seu saco.
2 E a minha taça de prata porás na boca do saco do mais novo, com o dinheiro do seu trigo. Assim fez ele conforme a palavra que José havia dito.
3 Logo que veio a luz da manhã, foram despedidos os homens, eles com os seus jumentos.
4 Havendo eles saído da cidade, mas não se tendo distanciado muito, disse José ao seu despenseiro: Levanta-te e segue os homens; e, alcançando-os, dize-lhes: Por que tornastes o mal pelo bem?
5 Não é esta a taça por que bebe meu senhor, e de que se serve para adivinhar? Fizestes mal no que fizestes.
6 Então ele, tendo-os alcançado, lhes falou essas mesmas palavras.
7 Responderam-lhe eles: Por que falo meu senhor tais palavras? Longe estejam teus servos de fazerem semelhante coisa.
8 Eis que o dinheiro, que achamos nas bocas dos nossos sacos, to tornamos a trazer desde a terra de Canaã; como, pois, furtaríamos da casa do teu senhor prata ou ouro?
9 Aquele dos teus servos com quem a taça for encontrada, morra; e ainda nós seremos escravos do meu senhor.
10 Ao que disse ele: Seja conforme as vossas palavras; aquele com quem a taça for encontrada será meu escravo; mas vós sereis inocentes.
11 Então eles se apressaram cada um a pôr em terra o seu saco, e cada um a abri-lo.
12 E o despenseiro buscou, começando pelo maior, e acabando pelo mais novo; e achou-se a taça no saco de Benjamim.
13 Então rasgaram os seus vestidos e, tendo cada um carregado o seu jumento, voltaram à cidade.
14 E veio Judá com seus irmãos à casa de José, pois ele ainda estava ali; e prostraram-se em terra diante dele.
15 Logo lhes perguntou José: Que ação é esta que praticastes? não sabeis vós que um homem como eu pode, muito bem, adivinhar?
16 Respondeu Judá: Que diremos a meu senhor? que falaremos? e como nos justificaremos? Descobriu Deus a iniqüidade de teus servos; eis que somos escravos de meu senhor, tanto nós como aquele em cuja mão foi achada a taça.
17 Disse José: Longe esteja eu de fazer isto; o homem em cuja mão a taça foi achada, aquele será meu servo; porém, quanto a vós, subi em paz para vosso pai.
18 Então Judá se chegou a ele, e disse: Ai! senhor meu, deixa, peço-te, o teu servo dizer uma palavra aos ouvidos de meu senhor; e não se acenda a tua ira contra o teu servo; porque tu és como Faraó.
19 Meu senhor perguntou a seus servos, dizendo: Tendes vós pai, ou irmão?
20 E respondemos a meu senhor: Temos pai, já velho, e há um filho da sua velhice, um menino pequeno; o irmão deste é morto, e ele ficou o único de sua mãe; e seu pai o ama.
21 Então tu disseste a teus servos: Trazei-mo, para que eu ponha os olhos sobre ele.
22 E quando respondemos a meu senhor: O menino não pode deixar o seu pai; pois se ele deixasse o seu pai, este morreria;
23 replicaste a teus servos: A menos que desça convosco vosso irmão mais novo, nunca mais vereis a minha face.
24 Então subimos a teu servo, meu pai, e lhe contamos as palavras de meu senhor.
25 Depois disse nosso pai: Tornai, comprai-nos um pouco de mantimento;
26 e lhe respondemos: Não podemos descer; mas, se nosso irmão menor for conosco, desceremos; pois não podemos ver a face do homem, se nosso irmão menor não estiver conosco.
27 Então nos disse teu servo, meu pai: Vós sabeis que minha mulher me deu dois filhos;
28 um saiu de minha casa e eu disse: certamente foi despedaçado, e não o tenho visto mais;
29 se também me tirardes a este, e lhe acontecer algum desastre, fareis descer as minhas cãs com tristeza ao Seol.
30 Agora, pois, se eu for ter com o teu servo, meu pai, e o menino não estiver conosco, como a sua alma está ligada com a alma dele,
31 acontecerá que, vendo ele que o menino ali não está, morrerá; e teus servos farão descer as cãs de teu servo, nosso pai com tristeza ao Seol.
32 Porque teu servo se deu como fiador pelo menino para com meu pai, dizendo: Se eu to não trouxer de volta, serei culpado, para com meu pai para sempre.
33 Agora, pois, fique teu servo em lugar do menino como escravo de meu senhor, e que suba o menino com seus irmãos.
34 Porque, como subirei eu a meu pai, se o menino não for comigo? para que não veja eu o mal que sobrevirá a meu pai.

Objetivo: Incentivar os alunos a valorizarem a família que Deus lhes concedeu e os bons momentos que desfrutam com ela.

Título da lição:



Exercitando a memória: Salmos 30:11

lembrancinhas:
Fonte: http://pequeninos-de-jesus.blogspot.com.br

HERÓIS DA FÉ ENOQUE


 Principio da lição: Eu posso ser amigo de Deus como Enoque foi.

Base bíblica: Hebreus 11:5 – Gn 5:21 ao 24 – 2 Timóteo 2:4

 Texto chave: ” Andou Enoque com Deus, e já não era, porque Deus para si o tomou ” Hebreus 11:5

 Objetivos educativos:  Ao final da lição as crianças poderão:

  • Experimentar hoje o desejo de andar com Deus, como Enoque andou.

  •  Fazer a escolha de viver fielmente no mundo, mas sem ser do mundo.

 Quebra-gelo: Divida a célula em dois grupos e coloque-os frente fente.  Entregue uma pequena bola para um dois grupos e diga: Eu direi pra vocês uma letra do alfabeto e vocês deverão dizer como deve ser um amigo em uma palavra que comece com a letra indicada. Por exemplo: letra A: alegre, amoroso, amigo, atencioso, etc. Depois deverão passar a bola para o grupo da frente. Perderá o grupo que não conseguir dizer uma palavra de qualidade sobre a amizade. Pode brincar a quantidade de vezes quiser.

 Hora da Palavra

Na lista dos heróis da fé encontramos um homem que não foi muito famoso e que tem uma biografia muito pequena na Bíblia, mas é um verdadeiro herói da fé. Seu nome é Enoque.

Em Genesis 5:21 ao 24 disse : “Viveu Enoque sessenta e cinco anos, e gerou Matusalém. Andou Enoque com Deus, depois que gerou Matusalém, trezentos anos, e gerou filhos e filhas. Foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos.

Andou Enoque com Deus, e já não era, porque Deus para si o tomou”

  • O que você acha que significa andar com Deus? (permita respostas)

É cultivar uma amizade profunda e de confiança com Deus.Para isto, é preciso dedicar, diariamente, um tempo para estar a sós com Deus, com Sua palavra e em oração.

Enoque vivia num tempo onde as pessoas eram egoístas e cheias de si. Havia muito pecado na terra e ninguém temia ao Senhor, mas Enoque ficava triste com isso. Enoque amava a Deus e o buscava diariamente em orações e sacrifícios. Ele tinha uma relação de amizade com Deus

 FIGURA 1

  • Como você acha que os bons amigos devem se relacionar ? (permita resposta)

 Sim! Os bons amigos conversam, passam tempo juntos, se relacionam. Assim era Enoque e Deus. Enoque orava, conversava com Deus, ele incluía a Deus em todas as suas atividades. Nunca esquecia que a presença de Deus estava com Ele. O Senhor e Enoque eram amigos inseparáveis.

 FIGURA 2

 Enoque não permitia que o mundo com sua maldade o afastasse do Senhor, muito pelo contrario, ele foi testemunha para todos do grande amor e poder de Deus. No livro de Judas lemos que Enoque falava publicamente para as pessoas se arrependerem dos seus pecados.

Por ter-se mantido firme no Senhor, com a sua fé fortalecida nEle lemos em Hebreus 11:5 que Deus se agradou de Enoque.

A Bíblia diz em 2 Timoteo 2:4 “Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou. “   Agradamos a Deus quando não nos envolvemos com o mundo, quando colocamos a Deus em primeiro lugar em nossas vidas.

Nós também podemos ser amigos de Deus como foi Enoque.

Alguns somente conversam ou passam tempo com Deus uma vez por semana aos domingos. Eles se esquecem que, se receberam a Jesus em seus corações, Ele passa a morar dentro da gente, trazendo vida ao nosso espírito. Agora estamos unidos com Deus, somos a casa de Deus na terra. Devemos desenvolver uma amizade e não esquecer que Ele mora em nós todo o tempo. Incluamos ao Senhor em tudo o que fizermos, conversemos com Ele em oração diariamente, digamos palavras de amor para Ele, e que o coloquemos em primeiro lugar na nossa vida.

  • Que devemos fazer para desenvolver uma amizade mais intima com Deus?

  • Que coisas devemos deixar de fazer para agradar a Deus?

 FIGURA 3

Sabem o que aconteceu com Enoque?

Vejamos em Hebreus 11:5

Sim, ele não morreu!! Estava tão perto de Deus, amava tanto ao Senhor que o Senhor o levou com ele para o céu!! Gloria a Deus!!!!

  • Qual é a recompensa daqueles que andam com o Senhor e são amigos dEle? (permita comentários)

MOMENTO DE ORAÇAO

Líder, guie as crianças em oração pedindo perdão por não desenvolver uma amizade profunda com Ele. Guie-os a convidar ao Senhor para que seja o primeiro em suas vidas.

ATIVIDADE:

Entregue a folhinha com a atividade de Enoque. Recorte a figura de Enoque e passe um cordão em Enoque e o outro estremo na nuvem. Recriaremos o momento em que Enoque foi trasladado pelo Senhor.

 Pra Gabriela Pache de Fiúza

HERÓIS DA FÉ: ABEL

 

Principio da lição: Abel foi um herói na fé porque com a sua oferta declarou que precisava do Salvador.

Base bíblica: Hebreus 11:6 – Hebreu 9:22 – Hebreus 11:4

Texto chave: “Ora, sem fé é impossível agradar a Deus” Hebreus 11:6

 Objetivos educativos:  Ao final da lição as crianças poderão:

  • Entender porque Deus se agradou da oferta de Abel e rejeitou a oferta de Caim.

  • Entender o significado da palavra substituto.

 Quebra-gelo:

Líder leve uma caixinha envolvida com papel de presente, e dentro coloque varios papeizinhos escritos, ou pequenos presentes. Por exemplo: Carro, muito dinheiro, casa, moedas, brinquedos, carrinhos, bonecas, etc. Um deles deve dizer: MEU CORAÇAO.

Diga: Crianças hoje vamos entregar um presente ao Senhor. Aqui dentro tem varias papeizinhos escritos com presentes para serem entregues ao Senhor. Vejamos, qual deles você acha que o Senhor gostaria mais de receber? (leia todos os papeizinhos e permita respostas)

Sim, com certeza, o melhor presente é o nosso coração!


Hora da Palavra

 Depois que Adão e Eva pecaram e foram expulsos do jardim do Éden tiveram dois filhos. O nome do primeiro era Caim e do segundo era Abel. Eles nasceram fora do jardim. Os dois filhos tinham herdado a natureza pecaminosa, e as consequências do pecados dos seus pais.

Com certeza diariamente Adão e Eva deviam contar para os seus filhos como era o jardim do Éden, como eles falavam com Deus, como tudo era harmonioso e cheio da presença de Deus.

Também com muita tristeza eles relatavam o obscuro momento da desobediência e as consequências da mesma.

  • Você sabe como foi a desobediência  de Adão e Eva? (permita comentários)

Sim, eles tinham comido do fruto que Deus havia proibido de comer! Eles tinham desobedecido a Palavra de Deus deliberadamente!

E os atos de Adão e Eva tiveram graves consequências!

  • Você  pode dizer algumas consequências do pecado? (permita comentários)

Sim, eles foram expulsos do jardim do Éden, e agora o pecado havia entrado na raça humana, a enfermidade e a morte. O pecado levantou uma barreira entre o homem pecador e o Senhor santo. Agora o homem deveria trabalhar para poder viver, a mulher agora sentiria dores na hora de nascer os bebes e também a criação mudou. A criação, a terra agora estava amaldiçoada.

Quando Adão e Eva contavam estas coisas para os filhos eles esperavam um momento muito especial na história.

-Nós merecíamos morrer por causa do nosso pecado! -Dizia Adão para os filhos.

-Sim, mas Deus em sua misericórdia fez com que outro pagasse pelo nosso pecado! Outro derramou o seu sangue em nosso lugar! Dizia Eva emocionada.

- Sim!! Deus matou um cordeiro e com o seu sangue cobriu o nosso pecado, ele nos vestiu com as suas peles. Disse Adão.

-Lembrem filhos! Necessitamos da misericórdia de Deus, precisamos de um substituto, precisamos do sangue de um cordeiro. Assim seremos aceitos pelo Senhor!

  • vocês sabem que esse sacrifício lá no Éden apontava para o nosso salvador Jesus? Sim! Ele morreu em nosso lugar para que possamos ser aceitos diante de Deus novamente! Aleluia! Quem aqui pediu para que Jesus o perdoe, o lave e limpe? Gloria a Deus!

 

Abel guardava no seu coração cada uma das palavras que os seus pais contavam, já Caim discordava, ele achava que não era tão pecador assim, e que se fizesse uma oferta com as suas mãos poderia agradar a Deus.

 Então um dia, Caim menosprezando a necessidade do sacrifício, negou o pecado que havia  nele e pegou do fruto da terra que agora era amaldiçoada e entregou uma oferta ao Senhor. Ele pensava que assim poderia agradar a Deus!

Mas o Senhor não se agradou de Caim, nem de sua oferta! Deus tinha ensinado desde o inicio que era necessário um sacrifício de sangue para que o homem pudesse ser aceito por Deus.

 Mas Abel entendeu que nenhuma boa obra poderia permitir o acesso  a Deus. Simplesmente se apresentou como pecador ao Senhor e entregou também um substituto; alguém que pagaria o preço do pecado, morrendo em seu lugar. Um cordeiro sem defeito. Em Hebreus 9:22 disse: “Sem derramamento de sangue não há perdão” Abel teve fé. A sua fé apontava para Jesus, o perfeito substituto. Ele creu na figura de Jesus quando ofereceu um cordeiro ao Senhor. Com os seus atos, Abel disse ao Senhor: Eu preciso de um salvador!

E esta atitude agradou ao Senhor!

  • Você sabe o que significa substituto? (permita respostas) Substituto é alguém que ocupa o lugar do outro.

A Bíblia disse em Hebreus 11:4 ” Foi pela fé que Abel ofereceu a Deus um sacrifício melhor do que o de Caim. Pela fé ele conseguiu a aprovação de Deus como homem correto, tendo o próprio Deus aprovado as suas ofertas. Por meio da sua fé, Abel, mesmo depois de morto, ainda fala.”

 Hoje, você e eu também precisamos de um salvador. As vezes algumas crianças pensam que somente em comportar-se bem ou fazer algumas coisas boas já bastam para agradar o Senhor. Outras, pensam que não precisam de Jesus!  Mas com o Herói da Fé ABEL, aprendemos que precisamos de um cordeiro, um salvador. E esse cordeiro é Jesus. Ele morreu em nosso lugar e pagou o preço do nosso pecado, derramou o seu sangue por nós, para que possamos entrar na presença de Deus. Para que possamos ser chamados filhos de Deus.

Devemos entregar ao Senhor o que ele nos pede: a Fé em Jesus.

  • Quem aqui recebeu a Jesus como Senhor e salvador? (permita respostas)

  • Quem deseja agradar a Deus como Abel?? Quem deseja ter fé em Jesus Cristo?

 Momento de Oração: Líder guie em uma oração aquelas crianças que desejam receber a Jesus como seu salvador. Depois agradeça a Jesus por se oferecer como o cordeiro substituto, por nos perdoar e purificar. Peça também ao Senhor que aumente a fé das crianças.

Atividade: entregue uma folhinha com a atividade.

 

Pra Gabriela Pache de Fiúza

  Fonte: http://portalsementinhakids.com

1HERÓIS DA FÉ

Principio da lição: Eu também posso ser um herói da fé e amigo de Deus.

Base bíblica: Hebreus 11:1 – Marcos 11:23 – Romanos 10:17

Texto chave: “Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” Hebreus 11:1

 

Objetivos educativos:  Ao final da lição as crianças poderão:

  • Conhecer o significado da fé

  • Entender como a fé cresce e se alimenta, e identificar os inimigos da fé.

  • Definir a palavra herói segundo a Bíblia.

  • Nomear heróis de hoje

  • Diferenciar heróis verdadeiros dos fantasiosos.

 

Quebra-gelo:

Existem muitos heróis inventados pelos homens, alguns são muito velozes, outros muito fortes, alguns deles conseguem voar e outros nadar, os trajes e vestimentas deles são muito diferentes. Qual é o seu super herói preferido? Como é a sua roupa ou aparência?  Qual é o poder que o caracteriza?

(permita comentários de todos as crianças)

 

Hora da Palavra

 Todos temos pessoas que admiramos porque possuem  alguma qualidade ou capacidade especial. Eles são heróis para nós.

Você pode nomear alguém próximo que você admira muito e considera um herói? (permita comentários)

 Você pode dizer o que significa a palavra HERÓI? (permita comentários)

Veja, segundo o dicionário a definição de HEROI é: Aquele que se distingue pelo seu valor, virtudes ou por suas ações extraordinárias. São pessoas que executam atos heroicos.

Vocês sabiam que na Bíblia há muitos heróis? Sim, pessoas que fizeram grandes atos de valentia e fé. Pessoas que foram lembradas pela confiança em Deus em situações adversas, pessoas que fecharam a boca de leões, que oraram por doentes e receberam seu milagre, pessoas que deixaram as suas casas para servir a Deus em países distantes sendo grande bênçãos para as nações,  alguns apagaram incêndios terríveis e escaparam de serem mortos à espada. Eram fracos, mas se tornaram fortes. Foram poderosos na guerra e venceram exércitos estrangeiros. Ressuscitaram mortos, foram perseguidos por amor a Jesus. Homens e mulheres dignos e valorosos, HEROIS DA FE.

 

Em Hebreus capitulo 11 temos um listado de alguns heróis da Bíblia, pessoas que foram  amigas de Deus, pessoas de fé.

Estas pessoas segundo Hebreus 11 tinham algo em comum, a sua FÉ em Deus. Vejamos um pouquinho o que é a fé.

 

O que você acha que é a fé? (permita respostas)

Pode dar algum exemplo de fé? (permita respostas)

Leia a definição de fé de Hebreus 11:1 “Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”

Fé é crer com o coração na Palavra de Deus. Mas não somente crer, a fé tem boca! Devemos expressar a palavra de Deus para que obtenhamos a resposta.

Veja em Marcos 11:23 nos disse que devemos falar a palavra da fé.

 Como a nossa fé cresce e se alimenta? (Romanos 10:17) (permita respostas) Sim, a fé vem pelo ouvir a poderosa Palavra de Deus. Por isso é tão importante que leiamos a palavra de Deus e que nos congreguemos na igreja.  

 E assim como aqueles homens e mulheres de fé de Hebreus 11, nós também podemos nos tornar Heróis da fé e ser chamados amigos de Deus.

 

Você tem fé, você tem crido no Senhor Jesus e o tem recebido no seu coração como seu Salvador? (permita respostas)

Você tem alimentado a sua fé? Como?

Quais são os inimigos dá fé, o que você acha? (permita respostas)

 Nestas próximas semanas estudaremos cada um destes Heróis da Fé de Hebreus 11.

 Momento de oração:

Líder se alguma criança não recebeu a Jesus como o seu salvador, guie-a em oração. Logo depois ore pedido ao Senhor que desperte fome nas crianças pelo Senhor e pela sua Palavra, ore para que a fé deles cresça.

Atividades.

Como dissemos, cada um de nós pode ser um Herói da Fé. Imagine um traje bem bonito para você e desenhe-o. Pinte bem bonito.

 

Pra Gabriela Pache de Fiúza

Fonte:  http://portalsementinhakids.com

 


HERÓIS DA FÉ 5: ABRAÃO E O CHAMADO DE DEUS


Principio da lição: Precisamos obedecer quando o Senhor nos manda fazer alguma coisa.

Base bíblica: Hebreus 11: 8 – Gênesis 12:1-9

Texto chave: “Foi pela fé que Abraão, ao ser chamado por Deus, obedeceu e saiu para uma terra que Deus lhe prometeu dar.” Hebreus 11:8

 OBJETIVOS EDUCATIVOS:  Ao final da lição as crianças poderão:

  • Entender que muitas vezes Deus demanda que tenhamos fé ainda que não saibamos para onde ir ou não conheçamos os detalhes.

  • Tomar a decisão de obedecer a palavra de Deus sempre.

  • Decidir levar um estilo de vida que crê e obedece a palavra de Deus.

QUEBRA-GELO: A viagem de Abraão. Materiais: Uma venda para os olhos e vários objetos para colocar como obstáculos no caminho. Separe as crianças em duplas. Um de elas será a guia e a outra terá os olhos vendados. A criança de olhos vendados será colocada no inicio de um caminho montado com obstáculos. A sua companheira deverá guiar a criança de olhos vendados até o final do circuito somente com as suas indicações, sem tocar nela.  Faça passar a cada criança pela experiência de caminhar sem saber a onde vai.

Converse com as crianças, de como é difícil seguir alguém com os olhos vendados, falar sobre as dificuldades, medo, insegurança, ao estarem com os olhos vendados, mas elas confiaram, em todo momento, em seguir a voz do guia.

Alguma vez fez alguma viagem muito longa sem saber qual era o destino? Com certeza não!

Hoje começaremos a estudar a vida de um herói da fé muito famoso, que fez uma longa viagem porque o Senhor mandou, sem saber o destino nem o lugar onde seria. Este homem se chama Abraão!

 HORA DA PALAVRA

 Gênesis 12:1-9

 FIGURA 1

A Bíblia nos conta que há muitos anos atrás existia um homem chamado Abrão. Ele morava com sua família numa cidade chamada Ur dos Caldeus.
Abrão morava com sua esposa Sarai, seu pai Terá e seus dois irmãos: Harã e Naor. Um dos sobrinhos de Abrão se chamava Ló. Ló era filho de Harã. Naor era casado com Milca.
Sarai, a esposa de Abrão, não podia ter filhos, porque ela era estéril.
Ur dos Caldeus ficava na Babilônia, e era um lugar onde as pessoas acreditavam em vários deuses e os adoravam.
Deus não aprovava o tipo de vida que o povo de Ur dos Caldeus vivia e, então, ordenou que Abrão saísse do meio daquele povo e fosse à uma terra que já estava preparada, a Terra Prometida: Canaã.
Certo dia o Senhor Deus disse a Abrão:
— Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa do seu pai e vá para uma terra que eu lhe mostrarei. Os seus descendentes vão formar uma grande nação. Eu o abençoarei, o seu nome será famoso, e você será uma bênção para os outros. Abençoarei os que o abençoarem e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem. E por meio de você eu abençoarei todos os povos do mundo.

FIGURA 2

Abrão , então começou com os preparativos da viagem, eram muitos detalhes e muito trabalho. Quando as pessoas perguntavam o que ele estava fazendo, ele respondia:

-Deus me chamou, ele pediu para fazer uma longa viagem!

Com certeza as pessoas perguntariam para ele aonde estava indo.

-Eu não sei ao certo. Eu somente sei que Deus me chamou e cuidará de mim no caminho. Ele me prometeu que me daria uma grande descendência e eu cri nele e o obedecerei!

Abrão tinha setenta e cinco anos quando partiu de Harã, como o Senhor havia ordenado. Ele não ficou preocupado, nem perguntou para Deus como dele sairia uma grande nação, já que não tinha filhos, pois sua esposa não podia engravidar. Ele não ficou perguntando como seria isto, nem ficou querendo saber detalhes. Ele simplesmente obedeceu.
Abrão também não conhecia o caminho, nem mesmo sabia para onde ia. O que ele sabia era que Deus o estava orientando no caminho certo, e que ele seria seu guardador e guia.

Sabem, crianças, é esta atitude de fé e obediência que todos nós devemos tomar quando o Senhor nos manda fazer alguma coisa. Devemos acreditar confiar no Senhor, obedecê-Lo com o coração cheio de alegria, ainda que pareça difícil para nós, ou ainda que não entendamos o que Deus nos mandou fazer.

FIGURA 3

Abrão sabia que o Senhor tinha o melhor para sua vida e, mais do que depressa, obedeceu, partindo com sua esposa Sarai, o seu sobrinho Ló, filho do seu irmão, e todas as riquezas e empregados que havia conseguido em Harã.

Quando chegaram a Canaã, Abrão atravessou o país até que chegou a Siquém, um lugar santo, onde ficava a árvore sagrada de Moré.
Naquele tempo os cananeus viviam nessa região. Ali o Senhor apareceu a Abrão e disse:
— Eu vou dar esta terra aos seus descendentes.
Naquele lugar Abrão construiu um altar a Deus, o Senhor, pois ali o Senhor havia aparecido a ele.
Depois disso Abrão foi para a região montanhosa que ficava ao leste da cidade de Betel e ali armou o seu acampamento. Betel ficava a oeste do acampamento, e a cidade de Ai ficava a leste. Ali Abrão também construiu um altar e adorou o Senhor.
Depois ele foi andando de um lugar para outro, sempre na direção sul da terra de Canaã.
Abrão não sabia onde ficava a terra da qual Deus havia falado. Mas ele creu no Senhor e obedeceu.

Não foi fácil para Abrão deixar sua família e seus amigos. Abrão poderia ter pensado:
“— Por que deixar minha terra, minha família? O que Deus deseja de mim não pode ser feito aqui mesmo?”
Porém, Abrão não questionou, ele obedeceu. Ele sabia que Deus era bom e confiava em sua proteção.
Abrão guardou em seu coração a promessa que o próprio Deus havia lhe feito.
Deus escolhera a Abrão para ser pai de muitas pessoas. Ele desejava que Abrão contasse para essas pessoas como Ele era bom.
Abrão seria conhecido como uma pessoa muito importante. Ele seria uma bênção para o mundo inteiro. Através de seus filhos, netos, bisnetos, nasceria Jesus.
Abrão não sabia o que poderia encontrar, os perigos que passaria… O que ele sabia era que podia contar com a proteção de Deus, que o havia chamado.
E assim aconteceu. Durante toda a viagem e na nova terra, Deus cuidou dele e de toda a sua família.
Se você quer ser feliz e abençoado por Deus, tenha fé, acredite na Palavra de Deus e seja obediente como Abrão.
Qual foi a ordem que Deus deu para Abrão?

O que você acha que teria acontecido se Abraão não houvesse obedecido a voz de Deus?

Qual era o nome da esposa de Abrão?

De que tamanho seria a família de Abrão?

Abrão tinha filhos ?

O que aconteceu com Abrão por ter obedecido a voz de Deus?

O que devemos fazer quando Deus nos manda fazer algo?

Quais são as consequências da desobediência?

Quais você acha são as consequência de um coração obediente?

 MOMENTO DE ORAÇÃO:

Líder ore com as crianças pedindo perdão se alguma vez foram desobedientes aos mandamentos do Senhor, ore pedindo um coração obediente e cheio de fé. Declare juntamente com eles que aquilo que o Senhor pedir, eles obedecerão!

 ATIVIDADE:

 Materiais:

- Palito de picolé

- Tesoura

-Cola

-Lápis de colorir

- Uma copia da folha da atividade e o recorte da figura de Abrão

Entregue a folha com o desenho da família de Abrão,  recorte pela línea de pontos.

Peque a figura de Abrão e pregue um palito de picolé por trás. Coloque a figura de Abrão na folha da atividade onde foi recortado. Mova a figura de Abrão segurando pelo palito de picolé, seguindo o chamado de Deus.

PRA. GABRIELA PACHE DE FIÚZA
Fonte:  http://portalsementinhakids.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...